Casa VARS / aceboXalonso

Arquitetos: aceboXalonso

  • Localização: Madrid, Espanha
  • Arquitetos Responsáveis: Victoria Acebo, Ángel Alonso
  • Área: 1400.0 m²
  • Ano Do Projeto: 2009
  • Fotografias: Eugeni Pons , Martin Varsavsky

 

© Martin Varsavsky © Eugeni Pons © Eugeni Pons © Eugeni Pons

  • Diretor Do Projeto: Nuria Muruais
  • Maquetes E Desenhos: Alexandra Revelo, Keigo Kobayashi
  • Engenharia Estrutural: Alejandro Bernabeu NB35

© Eugeni Pons

© Eugeni Pons

Do arquiteto. Após subir a colina pensamos que a melhor forma de se estabelecer ali seria deitando-se sobre um tapete protegido do sol por uma sombra. Assim, de forma simples, um tapete que pudéssemos nos acomodar; e uma sombra que suba e desça, mudando o caráter do espaço que cobre, sensível às condições do corpo. O terreno, o corpo e a construção deveriam dar forma ao espaço.

© Eugeni Pons

© Eugeni Pons

Trabalhar sobre perfis irregulares acaba desenvolvendo uma peça que é interessante tanto o que impede como o que é permitido; buscando oportunidades no imprevisível que satisfaçam questões típicas: impedir ou promover certas linhas visuais, resolver a relação da casa com o terreno, a relação entre os pavimentos, a caracterização de ambientes ou áreas para se adequarem a diferentes atividades… descobrindo circunstâncias emocionantes como a percepção do oblíquo ou a capacidade do informal para se ajustar a outras condições além do formal.

© Eugeni Pons

© Eugeni Pons

Queremos reduzir a expressão de todos aqueles sistemas que distraem da intuição principal, por isso o sistema espaço-construção-estrutura fica reduzido a duas lâminas de concreto que assumem quantas questões seja possível, organizadas numa disposição estratificada (concreto estrutural – isolamento – instalações – concreto de acabamento) a base de composições especializadas de distintas qualidades (resistência, porosidade, peso, tensão superficial), o que nos sugere sistemas construtivos de outra escala.

Planta Baixa 1

Planta Baixa 1

Gostaríamos de pesquisar o modelo de superestrutura contraposto ao da estrutura moderna. Por um lado, o sistema de suporte está diluído no sistema piso-teto, sendo este informal, não organizado, o que não produz uma expressão evidente, mas a oculta; expressa-se apenas a secção variável das lâminas, que variam seu canto para assumir os apoios. Por outro lado, o sistema se manifesta no construtivo para sublinhar a independência das duas peças: as lâminas não são contínuas, apoiam-se uma na outra mediante tacos de neoprene. As qualidades superficiais de ambas (textura, cor, brilho) são iguais, o que fomenta certa simetria horizontal que será continuamente quebrada através das mudanças de nível e das transições de um lado ao outro das camadas.

© Eugeni Pons

© Eugeni Pons

O projeto controla a incidência solar mediante um balanço que varia de profundidade dependendo da orientação, se ajustando ao ângulo de incidência e protegendo o fechamento de vidro. O centro da casa está ocupado por um mecanismo de controle climático: um pátio e uma árvore de folhas caducas, um bordo vermelho, que controla a incidência solar nas estâncias ao redor do pátio, produzindo uma área de frescor.

Fonte:“Casa VARS / aceboXalonso ” [VARS house / aceboXalonso ] 03 Dec 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Victor Delaqua) Acessado 25 Fev 2015. <http://www.archdaily.com.br/br/758408/casa-vars-aceboxalonso&gt;

Comentar artigo

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s